(31) 3288-4104
(31) 3288-4104

Poros participa da construção da Represa Santa Marina

Localizado a 160 quilômetros da capital paulista, o município de Cordeirópolis (SP) está mais próximo da realização de uma grande obra: a construção da Represa Santa Marina. Para entender a importância do projeto, é preciso voltar aos anos de 1995, 2014 e 2015, marcados por longos períodos de estiagem que levaram a população a enfrentar um rigoroso racionamento de água e energia.

Esse cenário está preste a mudar: nos próximos 18 meses, o Consórcio Cordeirópolis, vencedor do processo licitatório, irá tirar o projeto do papel. A líder do contrato é a Poros Construtora. “Nossa expectativa é iniciar as obras de construção da torre de tomada de água já no mês de dezembro, pois é uma etapa em que as chuvas não atrapalham”, explica o diretor empresa, Luís Carlos Araújo Dias.

O Consórcio é formado ainda pelas empresas Comim, R&R Engenharia, Dact e G Maia, e terá um pico de 100 funcionários e mais de 20 equipamentos envolvidos na terraplenagem. “Estamos atentos a todos os detalhes para garantir a entrega da obra dentro do cronograma previsto”, conta Tadeu Lara, engenheiro responsável pela obra. Segundo ele, um dos pontos de atenção é a construção do maciço da barragem de acordo com as rigorosas normas da ABNT referentes a processos e métodos executivos.

Mais sobre a obra

O projeto terá um custo total de R$ 16,5 milhões: R$ 10 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional e o restante de recursos próprios da Prefeitura de Cordeirópolis e de outros convênios.  “Quando esta represa estiver pronta, vamos acabar com o medo que toda a população tem de novamente passar por um período de estiagem”, afirmou o prefeito, Adinan Ortolan, durante a cerimônia de assinatura.

Com uma população de cerca de 25 mil habitantes, Cordeirópolis viveu períodos críticos de racionamento de água nos últimos anos. “O município tem hoje uma fonte de captação de 200 milhões de litros de água. Com a barragem, passará a contar com 1,5 bilhão de litros. Isso mostra a dimensão do projeto e a nossa responsabilidade de executá-lo com qualidade e no prazo previsto”, afirma Tadeu.

Confira os principais dados do projeto: 

  • 563 metros de largura;
  • 2.043 metros de comprimento;
  • 728 mil m2 de área de alagamento;
  • 1,5 bilhão de litros de água.