(31) 3288-4104
(31) 3288-4104

Em ano atípico, Poros mantém o foco e enriquece seu portfólio

Em um ano marcado por inúmeros desafios para pessoas e empresas devido à Covid-19, a Poros Construtora seguiu encarando os seus compromissos com responsabilidade e seriedade. Para isso, venceu barreiras para construir um ambiente de trabalho seguro, adotando medidas como home office para o setor administrativo e ações de prevenção sanitária nos canteiros de obra. Como resultado, manteve seus profissionais protegidos e deu continuidade à execução de vários projetos em diferentes estados brasileiros.

O ano marcou também a entrada da Poros em seu Ano 20. Criada em 2001 com a proposta de executar obras de terraplenagem e pavimentação, a construtora ampliou sua área de atuação, incluindo em seu portfólio projetos de infraestrutura, loteamento, saneamento e viários/aeroportuários. Nesta retrospectiva, estão reunidos alguns dos principais momentos que marcaram a Poros em 2020, como a participação em projetos de destaque em Minas Gerais, São Paulo e no Espírito Santo.

Arena MRV: um projeto grandioso

Terraplenagem e drenagem na área do talvegue da Arena MRV
Construção da Represa Santa Marina, em Cordeirópolis | Foto de Bruno Cantini

A Poros Construtora foi responsável pelos serviços de terraplenagem e drenagem na área do talvegue da Arena MRV – uma etapa imprescindível na construção do estádio do Clube Atlético Mineiro. Os serviços foram marcados pela substituição de solo mole do talvegue por camadas drenantes de areia, destinação do material retirado, implantação de selo de argila sob a camada de areia, instalação de 330 metros de tubo Armco DN1900 mm e reaterro granular.

A empresa atuou na movimentação de 77 mil m³ de movimentação de solo mole (bota espera), 82 mil m³ de bota fora, 59 mil m³ de aterro de argila e 32 mil m³ de areia para adensamento hidráulico. A A frota alocada no projeto foi composta por equipamentos novos e de grande porte, como escavadeiras hidráulicas de 20 toneladas, caminhões traçados com capacidade para 16 m³ e caçambas com revestimento de polipropileno.

 Obras de infraestrutura a todo vapor

Na capital Belo Horizonte, a empresa continuou à frente das obras de tratamento dos fundos de vale dos córregos Olaria e Jatobá, sendo a responsável pela implantação da bacia de detenção, incluindo dique barramento, muros laterais, vertedouro tipo Creager, implantação de canal aberto e fechado nos córregos, dissipador de energia nas saídas da galeria e proteção das margens em muro gabião.

A construtora responde também por outros serviços como implantação de vias de serviço e pista de caminhada, execução de ponte mista, intervenções urbanísticas e paisagísticas e implantação de interceptores e de rede coletora de esgoto sob as vias de serviços.

Em Cordeirópolis (SP), uma obra histórica

Ampliação de redes e ramais de água e esgoto, em Cordeirópolis

Nos anos de 1995, 2014 e 2015, os moradores de Cordeirópolis (SP) enfrentaram períodos críticos de racionamento de água. Parte da solução é a construção da Represa Santa Marina, que está sendo conduzida pela Poros. A empresa atua na fundação e na drenagem interna da barragem em conjunto com o maciço. O consórcio vencedor, formado também pelas empresas Comim, R&R Engenharia, Dact e G Maia, disponibilizou mais de 20 equipamentos para o projeto. A represa tem 563 metros de largura, 2.043 metros de comprimento e 728 mil m2 de área de alagamento, com capacidade para 1,5 bilhão de litros de água.


Saneamento: os avanços nessa área

Em evidência em 2020 devido ao novo marco regulatório da área, o setor de saneamento faz parte do portfólio da Poros. Na área urbana de Barbacena (MG), a empresa participou da ampliação do sistema de esgotamento sanitário, com a implantação de redes coletoras, interceptores, elevatórias e estação de tratamento. Já em Ituiutaba (MG), são dois projetos: o primeiro foca na implementação de adutoras (sendo uma de 150 mm e uma de 300 mm) e dois reservatórios apoiados de mil metros cúbicos e um reservatório elevado de 500 metros cúbicos na zona alta da cidade, com o fornecimento de todos os materiais, montagem, soldagem e pinturas anticorrosivas interna e externa, além de instalação de escadas, guarda-corpos, flanges e demais acessórios, e na passagem das tubulações de água (adutoras) para distribuição. Na segunda obra, a construtora é responsável pela ampliação de redes e ramais dos sistemas de água e de esgoto de diversos bairros do município.

O know-how da Poros em loteamentos

Loteamento Alta Villa Betim | Foto de João Couto

Um dos segmentos mais movimentos para a Poros em 2020 foi o de loteamentos. No Loteamento Alta Villa Betim, localizado no município mineiro de Betim, a empresa executou as atividades relativas terraplenagem, a redes de drenagem (1200 mm e 1500 mm), execução da bacia de detenção de cheias e da instalação e da execução do reservatório elevado e do booster (conjunto de bombas que regulam a pressão na rede de distribuição de água), pavimentação em CBUQ  e meio-fio e sarjeta. Já em Belo Oriente (MG), a construtora segue com a urbanização do loteamento residencial Gameleira, cuidando ainda dos serviços de terraplenagem, drenagem e implantação do sistema de esgoto.

Na histórica Ouro Preto, foram dois grandes empreendimentos sob a responsabilidade da Poros. No Arvoredo do Tripuí, a construtora cuidou dos serviços de terraplenagem, drenagem pluvial e pavimentação de piso intertravado. Já no Ouro Ville Residencial, os serviços incluíram terraplenagem, execução do sistema de drenagem e assentamento dos tubos das redes alimentadora de água e de distribuição, e da pavimentação e cercamento.

No segundo semestre de 2020, a Poros foi contratada para implantar a infraestrutura do Loteamento Cidade Verde Serra, no estado do Espírito Santo, em mais uma parceria com a Gran Viver. A construtora cuida de itens como terraplenagem, redes de drenagem (DN de 400, 600 e 800 mm), instalação de redes de água e de esgoto, pavimentação em CBUQ e meio-fio extrusado e sarjeta, além do muro de contenção na BR 101.

 Responsabilidade civil e social

As fortes chuvas que atingiram diversas regiões do Brasil no início de 2020 afetaram drasticamente diversos municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte, incluindo a própria capital. Para ajudar nas ações de recuperação e limpeza de ruas, a Poros enviou equipamentos e equipes para os municípios de Sabará e de Raposos, contribuindo para que os municípios pudessem retomar as atividades após o registro de enchentes e desmoronamentos.